Os bancários do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e os que atuam no setor privado em Guarulhos acataram ontem à noite a proposta de reajuste de benefícios e salários da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), e terminaram com a greve que já estava no seu 31° dia.

O Comando Nacional dos Bancários orientou a categoria a aprovar a nova proposta feita na quarta-feira (5), pela Fenaban. De acordo com a instituição, a décima rodada de negociações apresentou um aumento no reajuste do salário de 7% para 8% e mais um abono de R$ 3,5 mil, a ser pago em até dez dias após a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

A proposta também propôs o reajustamento de 15% para os valores do auxílio cesta alimentação e 10% sobre os valores do auxílio refeição e do auxílio-creche/babá neste ano.
Uma das consequências da greve no município foi, por exemplo, o aumento de 25% a 30% no pagamento de contas no Lopes Supermercado, localizado na região do Macedo. Segundo o gerente Adilson Manoel da Silva, os dias úteis foram os de maior movimento. Já as casas lotéricas também registraram aumento nas filas.
O Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região afirmou que 100 agências foram afetadas pela greve e 1.600 bancários aderiram ao movimento. O ato foi o maior desde 2004.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here