O secretário da Saúde, Carlos Derman, encerra a gestão à frente da pasta sem concluir a reforma de 34 Unidades Básicas de Saúde (UBS) iniciada em 2013. Derman explicou, nesta sexta-feira durante audiência pública do projeto da Lei Orçamentária Anual – LOA 2017, que a entrega ficará a cargo do próximo secretário.
No total foram concluídas as intervenções de 14 unidades. Já as demais permanecem em obras. Os serviços estão sendo executados pela Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A (Proguaru) com valor de R$ 8,8 milhões – desse total, R$ 3 milhões deverão ser pagos no ano que vem. As obras são financiadas pelo Ministério da Saúde.

Os serviços executados variam de acordo com as necessidades de cada unidade. Dentre as obras realizadas estão incluídos reparos hidráulicos; adaptações de banheiros; pintura geral; instalação de nova fiação elétrica; colocação de tomadas; substituição de torneiras; troca de luminárias, de piso, de batentes de portas, de telhado, de calhas, de condutores e rufos. Além disso, foram feitos estudos para melhorar o fluxo interno das unidades. Por isso, em muitas delas foram implantados novos consultórios, moderna recepção e ainda efetuada a transferência da farmácia para área mais estratégica, a fim de diminuir a circulação de pessoas dentro das UBS.

As UBS contempladas pela reforma foram as dos bairros Alvorada, Aracília, Belvedere, Carmela, Cavadas, Cecap, Cidade Martins, Dinamarca, Flor da Montanha, Haroldo Veloso, Inocoop, Jandaia, Jardim Jacy, Jardim Vila Galvão, Jurema, Marcos Freire, Marinópolis, Morros, Nova Cumbica, Palmira, Paulista, Pimentas, Ponte Alta, Ponte Grande, Santo Afonso, São Rafael, São Ricardo, Soberana, Taboão, Tranquilidade, Uirapuru, Vila Fátima, Vila Galvão e Vila Rio de Janeiro.

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Ivanildo Porto

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here