Quatro CEUs não têm obras concluídas pela atual gestão

A conclusão das obras de quatro Centros de Educação Unificados (CEU) deverá ficar para a próxima gestão. Isso porque, segundo o secretário da Educação, Moacir de Souza, a crise financeira que a prefeitura enfrenta inviabiliza o término das construções que tiveram obras iniciadas entre 2011 de 2013.

“Todos ficam para a próxima gestão. Não tenho condições de dizer que algum será entregue este ano porque as questões financeiras estão travando a pauta das secretarias”, afirmou Souza em novembro durante audiência pública do projeto da Lei Orçamentária Anual – LOA 2017.

Dentre eles está o CEU Bonsucesso, que teve as intervenções retomadas recentemente e está no estágio de terraplanagem, e o Continental, que atual¬mente está com as obras em ritmo lento. Ambos receberam a Certificação do Processo Aqua – Construção Sustentável, da Fundação Vanzolini. O Continental devido ao projeto sustentável que, dentre outros, reaproveita na obra todos os resíduos que foram produzidos; e o Bonsucesso pela propos¬ta inovadora que unirá a escola básica, o lazer e a educação ambiental em um único empreendimento.

O CEU São Domingos também segue com obras em ritmo lento sendo executadas pela Progres¬so e Desenvolvimento Guarulhos S/A (Proguaru). Já a construção do CEU Itapegica foi paralisada após a empresa que executava a obra ter abandonado as intervenções.

A entrega de 20 CEUs até o final deste ano foi uma das principais promessas de campanha do prefeito Sebastião Almeida. No entanto, apenas a meta¬de foi entregue em sua totalidade até o momento sendo eles os CEUs Bambi, Cumbica, Ottawa-Uirapuru, Paraíso-Alvorada, Pimentas, Presidente Dutra, Rosa de França, São Miguel, Taboão e Uirapuru. Os outros seis – Cabuçu, Cecap, Cocaia, Ponte Grande/Munhoz, São João/Lavras e Vila Any – sequer saíram do papel.