Delação da Odebrecht diz que doação de caixa 2 foi tratada no gabinete de Almeida

No depoimento em vídeo para a Procuradoria Geral da República, o executivo Fernando Luiz Ayres da Cunha revelou que acertou a doação de caixa 2 para a campanha de reeleição do ex-prefeito no próprio gabinete de Almeida, onde as conversas teriam durado cerca de uma hora. No depoimento, o executivo disse que a conversa ocorreu em julho de 2012, e que teria sido acertado uma quantia de R$ 1.750.000,00 via caixa 2.

Já o outro executivo que também esteve na reunião no gabinete do ex-prefeito, Guilherme Pamplona Santos Reis, afirmou que um dos interesses da construtora pela cidade foi devido ao interesse na privatização dos serviços de saneamento básico.

Quem teria indicado Almeida para a construtora segundo o depoimento de Fernando Luiz Ayres da Cunha, foi o ex-ministro José Dirceu, que costumava a indicar políticos que a empresa pudesse apoiar.
A reportagem do HOJE esclarece que tentou contato com o ex-prefeito Sebastião Almeida, porém até o fechamento desta matéria não houve resposta.