Share
Sem revelar prazo, Cetesb não descarta nova vistoria no aterro sanitário de Guarulhos

Sem revelar prazo, Cetesb não descarta nova vistoria no aterro sanitário de Guarulhos

Audiência: Prefeitura realiza audiência para discutir a compensação ambiental

A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) não descartou realizar, sem revelar quando, uma nova vistoria no aterro sanitário da cidade de Guarulhos, que está com sua capacidade para recepção de resíduos próximo de seu esgotamento. A última aparição da companhia para avaliação ocorreu no dia 05 deste mês.

De acordo com a Cetesb, o resultado do trabalho realizado há 24 dias atrás apontou que a operação do aterro sanitário atende as exigências estabelecidas pela companhia para operação. Entretanto, o órgão não descartou realizar uma nova inspeção, porém, preferiu não revelar ou fazer menção a qualquer data.

Na última quinta-feira (27), a prefeitura realizou audiência pública para discutir a ampliação do aterro sanitário, que segundo a Cetesb, possui pouco mais de anos de vida útil. Apesar escasso período de utilização, a administração pública, durante a gestão do ex-prefeito Sebastião Almeida, comprou a área pelo valor de R$ 3,4 milhões da empresa Quitaúna, que realiza a coleta de lixo na cidade.

O aterro possui 413.240,32 m2 e recebe 1,3 tonelada de resíduos sólidos por dia. O projeto de ampliação na área contigua de 128.245,13 m2 visa aumentar a vida útil do complexo em 10,7 anos. O tema também é alvo de discussão na Câmara Municipal, que instalou uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para investigar o processo de aquisição da área pelo município.

Na audiência pública foi discutida a compensação ambiental da região que está próxima do local sugerido para ampliação do aterro. “Acho que as reivindicações dos moradores são muito justas. Nós devemos levar compensações ao bairro e estamos estudando o assunto. O povo está corretíssimo e vamos fazer tudo que estiver ao nosso alcance, caso a ampliação seja concretizada”, concluiu a secretária de Serviços Públicos, Loredana Glasser.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Deixe seu Comentário