Share
Servidores de Guarulhos cobram cópia de contrato com o Instituto Gerir

Servidores de Guarulhos cobram cópia de contrato com o Instituto Gerir

Na noite da terça-feira (9), trabalhadores da Saúde se reuniram no Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap) para debater a terceirização no Hospital Municipal de Urgências, Hospital Municipal da Criança e do Adolescente e Policlínica Paraventi. Eles foram pegos de surpresa com o fato da Prefeitura contratar o Instituto Gerir como gestor dessas unidades.

Para o Stap, a terceirização na Saúde gera muita insegurança para o corpo de funcionários. O leque de riscos se abre: demissões, mudanças de horário/turno de trabalho, deslocamento do Servidor para outras unidades, entre outras.

O secretário-geral do Sindicato, Rogério de Oliveira, que é da Saúde, alerta: “Há risco de desorganização da vida profissional e pessoal dos companheiros”. Ele comenta: “O pessoal está receoso, mas pronto pra ir à luta contra essa medida. Não houve diálogo”. Para a diretora Renata Grota, é preciso resistir. “Não se pode pôr em risco a dignidade do trabalhador e do serviço público. Estamos unidos”, afirma.

Precarização – O advogado Marcelo Mendes Pereira adianta que o Sindicato protocolou ofício na Pasta da Saúde e no Gabinete do prefeito Guti, em que solicita cópia do contrato assinado entre a administração e a contratada.

Ações – Servidores irão à reunião do Conselho Municipal de Saúde nesta quinta (11), às 14 horas, na Secretaria da Saúde. Vão cobrar cópia do contrato e garantia que terceirização não prejudicará empregos, salários e condições de trabalho.

Reunião – Na segunda (15), a partir das 19h30, haverá reunião na sede do Sindicato para definir os próximos passos da luta.

Deixe seu Comentário