Share
Vereadores divergem sobre a forma de contratação do Instituto Gerir para terceirizar a Saúde na cidade

Vereadores divergem sobre a forma de contratação do Instituto Gerir para terceirizar a Saúde na cidade

A contratação do Instituto Gerir para administrar três unidades da rede municipal de Saúde gerou divergência de opiniões entre os vereadores. Para Edmilson Souza (PT), líder da oposição na Câmara Municipal, a chegada do instituto pode aumentar o custo. Já o vereador Wesley Casa Forte (PSB) apoia a decisão do prefeito Guti (PSB).

“Acho que aquele discurso sobre contenção de gastos e fazer a máquina funcionar com o mínimo de recursos está se contradizendo. E como ele vai continuar pagando os salários dos concursados, que defendo, se vão entregar uma parte do orçamento para uma terceirizada contratar funcionários”, disse Souza.

O petista também não escondeu o seu descontentamento com a forma adotada pela prefeitura para a contratação, que segundo informações obtidas pelo HOJE se deu de forma emergencial, além de apontar a possibilidade de ampliar o custo atual com as unidades, que não foi revelado, com a chegada da instituição goiana.

“Entendo que é um caso para abrir licitação para sua contratação e que não deveria ter sido por indicação. E vai arrumar dinheiro onde para pagar uma conveniada que pode contratar mais?”, indagou o oposicionista.

Em contrapartida, o vereador Wesley Casa Forte entende que esta foi a melhor solução encontrada para solucionar em um curto espaço de tempo os problemas de atendimento a população no Hospital Municipal de Urgência (HMU), Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA) e a Policlínica Paraventi.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

1 Comentário neste post

  1. Oi boa tarde ..como faço para deixar um currículo nessa empresa moro ao lado do HMU e estou precisando de uma oportunidade, gostaria de deixar um currículo .

    Responder

Deixe seu Comentário