Três feridos da chacina levaram ao todo 11 tiros

GUARULHOS,SP,01.06.2017:CHACINA-GUARULHOS - Quatro homens armados matam cinco pessoas e ferem três, na madrugada desta quinta-feira (1), no bairro Jardim São João, em Guarulhos (SP). A polícia encontrou marcas de balas de diversos calibres. Ninguém foi preso. Por volta da 1h30, os quatro homens atiraram contra dois bares da Rua Guarulhos Nazaré e oito pessoas foram atingidas. Quatro homens e uma mulher morreram e outros três homens ficaram feridos e levados para hospitais da região. A Polícia investiga o caso. (Foto: Nivaldo Lima/Futura Press/Folhapress)

Os três sobreviventes da chacina que ocorreu na madrugada desta quinta-feira (1), na Estrada Guarulhos Nazaré, região do Jardim São João, levaram ao todo 11 tiros. Segundo o boletim de ocorrência divulgado, a primeira vítima é um homem de 28 anos, que foi baleado três vezes entre perna, braço e barriga, e que está na Unidade Pronto Atendimento (UPA) São João, com estado de saúde estável.

Já a segunda vítima, um rapaz de 27 anos, que está em estado grave na UPA São João, aguarda transferência para um hospital, e levou quatro tiros, sendo um na cabeça, dois no peito e um na barriga. O terceiro homem tem 31 anos, está internado no Hospital Geral de Guarulhos (HGG), em estado estável após cirurgia, e foi baleado quatro vezes, com três tiros na barriga e outro no braço.

A chacina ocorreu por volta da 1h30, na altura do número 3500, em dois bares diferentes, um de frente para o outro, teve a morte de cinco pessoas, quatro homens e uma mulher, Maria da Conceição de Jesus Alves,55, estava dormindo sentada em uma cadeira do bar, quando foi alvejada por diversos disparos.

A identidade dos quatro homens são, Alecsandro de Jesus Alves, 37, Adelson Leite da Silva, 24, Vanderlei Cavalcante Ramos Melo, 35, e John Lennon Pires de Carvalho, de 26 anos. Entre as vítimas, nenhuma possuía passagem pela polícia, porém, dois homens eram usuários de drogas.

Reportagem: Ulisses Carvalho
[email protected]

(Foto: Nivaldo Lima/Futura Press/Folhapress)