Antes público, o processo de renegociação da dívida de quase R$ 3 bilhões do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) está sendo tratado entre as partes de forma sigilosa. Foi o que revelou o superintendente do Saae, Francisco Carone, após a audiência pública da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Segundo Carone, a autarquia criou um grupo de estudo para tratar diretamente deste assunto. Ele revelou que o prazo para conclusão desta ação é de 120 dias, porém, 30 dias já foram utilizados para tal tarefa. Ou seja, o Saae o término deste estudo se dará no início do mês de setembro.
“Nós ainda não temos nada definido e estamos no início das negociações, temos reuniões semanais, a cada dia se anda um passo. Não posso dar maiores detalhes, por que é sigiloso. Temos um grupo composto para analisar o assunto em 120 dias”, explicou o superintendente do Saae.

Durante a inauguração de trecho da ciclovia da Via Parque e do Parque Várzeas do Tietê, na última quarta-feira (31), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que existe um bom relacionado com a cidade de Guarulhos e que juntos podem encontrar uma solução, mesmo sem revelar qual, para este caso.

“A Sabesp tem conversado e a gente sempre busca um bom entendimento”, disse Alckmin. Já o deputado estadual Jorge Wilson (PRB) atribuiu o impasse que existia a falta de diálogo das gestões petistas com o governo do Estado. “O governo do estado sempre esteve aberto ao diálogo, fato este que não acontecia anteriormente”, concluiu.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here