Ex-secretário de Elói Pietá é absolvido por falta de provas

CURITIBA, PR, 26.09.2016 ? LAVA JATO ? O ex-secretário da Casa Civil Juscelino Antônio Dourado e o assessor na campanha de Palocci em 2006, Branislav Kontic, presos na 35ª fase da Operação Lava Jato chegam ao Instituto Médico Legal (IML) para realização de exame de corpo de delito, em Curitiba, na tarde desta segunda-feira (26). (Foto: Paulo Lisboa/Brazil Photo Press /Folhapress)

O ex-secretário de Desenvolvimento Urbano (SDU), durante as duas gestões do ex-prefeito Elói Pietá, Branislav Kontic, foi absolvido nesta segunda-feira (26), pelo juiz Sérgio Moro, por falta de provas. Kontic teve a prisão temporária decretada durante a 35ª Operação da Lava Jato, de nome Omertá, na qual prendeu também o ex-ministro Antônio Palocci.

Sociólogo de formação, Kontic foi assessor de Palocci durante o mandato do petista na Câmara dos Deputados, no período entre 2007 e 2010. A prisão preventiva do ex-secretário foi decretada em setembro de 2016, quando foi apontado pela Operação Lava Jato por intermediar o contato entre Palocci e Marcelo Odebrecht.

Após a prisão preventiva, Kontic chegou a tentar suicídio em outubro do ano passado, quando se desesperou e tomou medicamentos em quantidade elevada. Os policiais levaram o ex-secretário para o Hospital Santa Cruz, onde ele foi internado no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) e submetido a uma lavagem estomacal.

Reportagem: Ulisses Carvalho
[email protected]

Foto: Elói Paulo Lisboa/Folhapress