Sem Farmácia Popular, Guarulhos conta com 123 farmácias privadas credenciadas

Antigos usuários da única unidade da Farmácia Popular fechada esta semana em Guarulhos devem procurar um dos 123 pontos credenciados pelo governo federal para adquirir ou obter descontos, que variam entre 50% e 90%, nos medicamentos fornecidos pelo programa federal. O custo da unidade guarulhense do programa Farmácia Popular era de R$ 400 milhões por ano.

De acordo com a prefeitura, a média de atendimentos diários era de 120 pacientes. Entretanto, a decisão de fechar a unidade, segundo o governo municipal, partiu do Ministério da Saúde. No entanto, a Administração Pública ressalta que o programa terá continuidade nas redes de farmácias e drogarias privadas cadastradas no programa “Aqui Tem Farmácia Popular”. A antiga farmácia fornecia 103 substâncias.

Em contrapartida, o Ministério da Saúde promete ampliar os recursos destinados a estados e municípios para a compra dos medicamentos do componente básico da Assistência Farmacêutica, que são destinados às doenças mais prevalentes e prioritárias da Atenção Básica (Unidades Básicas de Saúde). Em Guarulhos, com o acréscimo do repasse, a Secretaria de Saúde pretende fortalecer o estoque das farmácias da rede.

Além de aumentar o repasse financeiro em R$ 0,48 por habitante a estados e municípios, o Ministério da Saúde também pretende dar continuidade ao Programa “Aqui Tem Farmácia Popular”, que funciona mediante o credenciamento da rede privada de farmácias e drogarias comerciais, onde a população também tem acesso a medicamentos gratuitos ou com descontos que variam de 50 a 90%.

A iniciativa “Aqui Tem Farmácia Popular” existe desde 2006 como expansão do Programa Farmácia Popular do Brasil. É desenvolvida por meio de parceria entre o governo federal e o setor privado varejista farmacêutico, com o objetivo de ampliar a oferta de medicamentos gratuitos, bem como levar o benefício da aquisição de remédios essenciais a baixo custo a mais lugares e mais pessoas.

Para obter os endereços das unidades basta conferir a relação que está disponível, através do o link – http://portalsaude.saude.gov.br/, acessando programa farmácia popular e, em seguida, área da farmácia. A retirada de medicamentos também pode ser realizada em Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Reportagem: Antônio Boaventura
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto