Corinthians–Guarulhos deve alternar mandos de jogos entre Ponte Grande e Fazendinha

Com problemas estruturais no ginásio Poliesportivo Paschoal Thomeo, o “Thomeozão”, a equipe de vôlei Corinthians–Guarulhos deve alternar os mandos de jogos entre os ginásios Arnaldo José Celeste, na Ponte Grande, e o ginásio da Fazendinha, localizado na zona leste da capital. Procurado pelo HOJE, o subsecretário de Esporte Iltonjorge Roque não se pronunciou sobre o assunto.

Sem o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), o “Thomeozão” não recebe eventos oficiais desde 2015. Para solucionar os problemas estruturais que impediram a liberação do espaço, a Prefeitura de Guarulhos aguarda o recebimento da verba de aproximadamente R$ 1 milhão, via emenda parlamentar.
“Os treinamentos serão realizados em Guarulhos e por enquanto na Ponte Grande (ginásio Arnaldo José Celeste) até a conclusão da reforma do ‘Thomeozão’, que é um ginásio maior. Vamos também realizar jogos no ginásio do Corinthians”, revelou Adilson Mendes, diretor de esportes terrestres do Corinthians.

Sobre o custeio da equipe, o dirigente do clube alvinegro afirmou que as despesas são custeada, através da captação de recursos da iniciativa privada, além da arrecadação com ingressos. No duelo contra o São José, válido pela Copa São Paulo, cerca de mil torcedores proporcionaram uma renda aproximada de R$ 10 mil reais.
“Toda receita é para custear o investimento realizado na equipe. Como o Corinthians não tinha dinheiro, começamos a captar patrocinadores”, observou. Depois de vencer o São José por 3 sets a 1 na semifinal da Copa São Paulo, o Corinthians–Guarulhos decide o título da competição estadual neste sábado (5), ás 12h30, em Santo André, diante do Sesi Santo André.

Reportagem: Antônio Boaventura
[email protected]