Polícia Federal prende um dos líderes de quadrilha que desviava drogas pelo Aeroporto de Cumbica

A Polícia Federal (PF) no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, prendeu um dos líderes da quadrilha de traficantes de drogas que foi desbaratada por ocasião da Operação Carga Extra II.

Foragido desde o dia em que a PF, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, apreendeu uma carga, contendo 60 de cocaína, que foi enviada por via aérea a Portugal no mês de junho/17, o integrante da quadrilha, conhecido pela alcunha de “Grandão”, foi preso por policiais federais na cidade de Curitiba, no Paraná. O homem estava sendo rastreado pelo serviço de inteligência da PF e, na quinta-feira (3/8), foi localizado e preso num flat localizado no centro de Curitiba. No momento da prisão o homem não apresentou resistência. No apartamento onde ele residia, antes de se evadir, no bairro Anália Franco em São Paulo, capital, foram apreendidos no mês de julho, uma grande quantidade de cartões de crédito, petrechos utilizados para falsificação de documentos e talões de cheques.

A Operação Carga Extra II teve como resultado a prisão de 6 criminosos, entre funcionários e traficantes, apreensão de mais de 500 mil reais em dinheiro, diversos carros de luxo e 60 Kg de cocaína. Os traficantes, com o auxílio de funcionários de empresas de serviços auxiliares do aeroporto, faziam a introdução de drogas por meio de malas, que teriam como destino o território nacional, e as desviavam, dentro da área restrita do aeroporto, para voos internacionais.

O preso foi conduzido ao presídio estadual onde permanecerá à disposição da Justiça.