Governo federal decide vender participação da Infraero no Aeroporto Internacional de Guarulhos

O governo federal decidiu nesta quarta-feira (23), em reunião do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), vender a participação de 49% que a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) possui do Aeroporto Internacional de São Paulo–Guarulhos, em Cumbica.

No encontro, ficou determinado que o leilão para a comercialização das ações da estatal será realizado durante o segundo trimestre do próximo ano. Contudo, antes do processo de venda, o governo federal irá realizar estudo de mercado para propor o valor referente ao percentual que a Infraero detém.
Segundo informações obtidas pelo HOJE, existe a possibilidade da parte que pertence à Infraero ser ofertada em um primeiro momento a GRU Airport, concessionária responsável pelo aeroporto.

O leilão do Aeroporto de Cumbica foi realizado em 2012, quando foi arrematado pelo valor de R$ 16,213 bilhões no período de 20 anos pelo consórcio Invepar ACSA, que reúne as empresas Investimentos e Participações em Infraestrutura S/A (Invepar) e a Airports Company South África SOC Limited, empresa da África do Sul. Da participação no consórcio, 90% pertence à Invepar, e os outros 10% são da ACSA.
Procuradas pela reportagem, a GRU Airport preferiu não se pronunciar sobre o assunto. Já a Infraero ressaltou que toda e qualquer decisão em relação à comercialização dos equipamentos públicos de transporte pertence ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, que não se manifestou.

Antônio Boaventura
[email protected]