O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) deverá julgar o recurso de apelação do vigia Evandro Bezerra Silva, um dos acusados de matar Mércia Nakashima, advogada assassinada em 2010. Bezerra foi preso no mesmo ano, mas foi condenado somente em maio de 2013, a 18 anos e três meses de prisão, optando por entrar em recurso no mesmo ano.

Mesmo com a apelação de Bezerra, ele ainda segue aguardando o julgamento. Nesta última semana, um dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, chegou a negar o habeas corpus do acusado, e também determinou que o TJ-SP julgue o mais rápido possível o recurso do vigia.
No dia 28 de junho deste ano, o Tribunal de Justiça de São Paulo aumentou a pena dada ao ex-policial e advogado Mizael Bispo de Souza pelo assassinato de sua ex-namorada Mércia Nakashima. Com isso, a condenação, que era de 20 anos de prisão, foi para 22 anos e oito meses.

Mércia foi morta em maio de 2010 em Nazaré Paulista (a 64 km de São Paulo). Ela ficou desaparecida por 20 dias antes de seu corpo ser encontrado na represa da cidade em 11 de junho.

Mizael, que chegou a ficar um ano foragido, foi acusado de homicídio triplamente qualificado, mas desde o início das investigações nega qualquer envolvimento com o crime. O vigia Evandro Bezerra Silva, acusado de ajudar o ex-policial militar, foi denunciado sob acusação de homicídio duplamente qualificado.

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here