Prefeitura pretende requerer o título de cidade turística junto ao governo de SP

Não existe qualquer prazo estabelecido, porém, a Prefeitura de Guarulhos pretende apresentar ao governo do estado projeto para que a cidade possa se tornar Município de Interesse Turístico (MIT), ainda neste ano. Sem atender as exigências estabelecidas pela Secretaria de Turismo estadual, Guarulhos teve no último ano seu manifesto negado. Caso seja contemplada, a cidade receberá anualmente a quantia de R$ 550 mil reais para investimentos na área.

No entanto, o município deve apresentar ainda neste ano o projeto finalizado com a proposta de ser tornar cidade turística do estado. Segundo a prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação (SDCETI), a proposta está em processo de finalização das atualizações de documentos. A respectiva pasta também revela a existência de um inventário turístico completo, o estudo de demanda realizado e estamos em fase final da atualização do plano diretor.

Entretanto, para se tornar cidade turística do estado de São Paulo é necessário se adequar as exigências estabelecidas pelo Executivo Estadual. Para conquistar este título, a cidade deve possuir meios de hospedagem no local ou na região, serviços de alimentação e serviço de informação turística e dispor de serviço médico emergencial. Também deve ter capacidade de atender a população fixa e flutuante, quanto ao abastecimento de água e coleta de resíduos sólidos.

“Turismo é acolhimento, e isso está no DNA de São Paulo, que é a terra de todos os povos. Turismo é aproximação de pessoas de culturas diferentes, respeito à diversidade e também ajuda a distribuir renda”, disse o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O Executivo municipal entende que o município reúne as condições exigidas e elenca pontos com potenciais turísticos como o pico do Nhanguçu e os parques que a cidade possui. “Temos o maior aeroporto da América do Sul. Possuímos uma malha hoteleira forte com mais de 3.000 UHS, ainda temos diversos parques, atrativos culturais, como o Adamastor. Além ainda de termos em nosso município a primeira lavra de ouro do Brasil. Tornando Guarulhos protagonista histórica”.

A administração municipal também classifica áreas como Água Azul e Cabuçu para o ecoturismo. Bonsucesso, Centro, Tranquilidade e Torres Tibagi como turismo religioso. Ponte Grande, Lago dos Patos (vila Galvão) e Jardim Tranquilidade, como turismo esportivo. Além dos locais já consagrados turisticamente na cidade tais como: Bosque Maia, Lago dos Patos, Zoológico e Parque Estadual da Cantareira como pontos turísticos da cidade.

 

No mapa do turismo nacional, Guarulhos, que está inserido na região das Nascentes do Tietê, está na categoria B, conforme classificação do Ministério do Turismo.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto