A Câmara Municipal discutirá na próxima terça-feira (26) o projeto que institui o passe livre para os estudantes em sessões extraordinárias. Ontem uma multidão de estudantes acompanhou os trabalhos na expectativa de que a proposta, de autoria do vereador Edmilson Souza (PT), fosse deliberada.
No entanto, mais uma vez os vereadores travaram a pauta. Segundo o líder do governo, vereador Eduardo Carneiro, a prefeitura implantará o passe livre. “Vai ser feito. São nove meses de governo e o PT teve 16 anos e não o fez. A única coisa que eu lamento é que jovens extremamente inteligentes e estudiosos sejam usados como massa de manobra”, afirmou.

Já para Souza o ideal seria o prefeito Guti enviar a proposta do passe livre à Casa de Leis. “Mande o projeto para cá e o de autoria deste vereador perde a importância. O que estamos querendo é algo que é um direito dos estudantes, que é o passe livre já”, disse o parlamentar que destacou que o melhor seria deliberar a matéria e realizar uma audiência pública para discutir o assunto.

No entanto, o vereador Geraldo Celestino (PSDB), destacou que a prefeitura não possui recursos atualmente para viabilizar a gratuidade no transporte público. “Eu presidi as audiências do orçamento para este ano e o ex-prefeito Almeida não deixou dotação para colocar o passe livre. O prefeito Guti depende do orçamento que foi deixado por Almeida. Assim que o município tiver condições financeiras, o prefeito irá realizar”, explicou.

A proposta determina a gratuidade para alunos regularmente matriculados e que residam a distâncias superiores a um quilômetro da escola. Segundo o PL, o benefício será utilizado exclusivamente no sistema de transporte público coletivo e convencional de passageiros na cidade. Serão considerados beneficiários os alunos regularmente matriculados na rede de ensino público, privado e nos cursinhos comunitários legalmente cadastrados na prefeitura.

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here