Zeitune cai no governo e deixa comando de quatro secretarias

O vice-prefeito Alexandre Zeitune (Rede) caiu no governo e deixou, na noite desta quinta-feira (28), o cargo de secretário da Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel) após reunião com o prefeito Guti no Paço Municipal. O ato de sua exoneração deverá ser publicado na edição desta sexta-feira do Diário Oficial. Até a conclusão desta edição, a prefeitura não havia se posicionado oficialmente a respeito da exoneração de Zeitune. Nos últimos dias, o relacionamento entre ele e o prefeito Guti já estava dando sinais de desgaste.

Zeitune administrava um dos maiores orçamentos da prefeitura com quase R$ 1 bilhão para a Secel. Nesta quarta-feira (27), a Rede Sustentabilidade já havia emitido uma nota destacando que “as medidas anticorrupção e a entrega de políticas públicas, junto ao governo Guti, justificam todas as especulações e os muitos ataques a Zeitune”.

O ex-secretário vem sendo cotado, inclusive, como um possível nome do partido à disputa pelo Governo do Estado nas eleições do ano que vem. Ele é considerado uma das principais lideranças do partido no estado e tem se destacado como principal player político da presidenciável Marina Silva em São Paulo.
A sigla esclareceu que ele sempre esteve a disposição do partido para o que for melhor na construção do município e de um país transparente e ético. No entanto, “a decisão do quadro político das próximas eleições se dará pela Rede Sustentabilidade Estadual, e, até o momento não houve definição oficial”.

Com a saída, o governo Guti tem mais uma baixa no primeiro escalão que, em nove meses, já registrou a saída dos secretários de Saúde (Roberto Lago) e de Meio Ambiente (Cláudio Dias), além do diretor-presidente da Progresso e Desenvolvimento Guarulhos S/A (Proguaru), José Roberto Vomero.

Reportagem:Rosana Ibanez
Foto: Ivanildo Porto