Audiência pública debate situação de moradias irregulares em Guarulhos

Centenas de moradores de diversos bairros de Guarulhos participaram de uma audiência pública nesta quarta-feira (08), no Legislativo do Município, com o objetivo de discutir moradias irregulares na cidade.

Os trabalhos foram conduzidos pelo deputado estadual Alencar Santana (PT). À mesa de autoridades, defensores públicos, representantes da OAB Guarulhos e do Executivo municipal, vereadores da situação e oposição, além dos deputados estaduais Gileno (PSL) e Auriel Brito (PT).

Santana afirmou que a audiência foi motivada por causa de 91 ações ajuizadas pelo Ministério Público (MP) que pedia a remoção de cerca de 1800 famílias que moram em áreas de risco, sendo a Prefeitura responsável pelas novas moradias.

As liminares foram deferidas pela justiça, obrigando o Executivo a providenciar habitações em até 180 dias.

Todavia, os moradores afirmam que não há na Prefeitura nenhum plano habitacional em andamento e, temem ficarem desabrigados, ao fim do prazo.

O líder de Governo Eduardo Carneiro (PSB) salientou que o Executivo tem planejado conjuntos habitacionais para moradores em área de risco. Porém, não há data definida para a finalização dos trabalhos.

Diversos munícipes utilizaram a tribuna para fazer queixas com relação à política habitacional. Muitos afirmaram que há anos buscam solução para a regularização de áreas e, não conseguem solução para o problema.

Durante os encaminhamentos, Santana afirmou que pretende recorrer ao MP com a intenção de reverter as liminares, concedendo um prazo maior à Prefeitura para a acomodação das famílias.

Foto: Nico Rodrigues