Moradora reclama da conta de água no valor de R$ 1000 do Saae

A estudante Bruna Alves da Cunha Martins Dias, 21, teve um grande susto quando os seus avós receberam a conta do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae),  durante a última semana, pois o valor da tarifa era R$ 1.001,83. A residência fica localizada na rua Vere, n° 47, na Vila Carioca, e segundo Bruno, o valor geralmente não ultrapassa R$ 100.

“Meu avó chegou a verificar a situação no Saae e eles alegaram que é realmente consumo da casa”, afirmou Bruna, mesmo sem a residência apresentar nenhum problema, como um vazamento. Além dessa situação, segundo a moradora, outros vizinhos também teriam alegado ter recebido contas no valor de R$ 200 a mais.

Em outro caso, uma moradora da Vila Endres, recebeu duas contas no período de cinco dias, porém, o Saae reconheceu que houve um erro e que as tarifas seriam reemitidas com os valores ajustados. Confira o posicionamento do Saae em relação à tarifa de R$ 1.0001,83.

Conforme histórico de consumo real, o SAAE observou que houve um acúmulo de consumo desde 03/2017 a 10/2017 devido a muitos códigos de impedimento, sendo eles 16 (hidrômetro embaçado), 55 (média interna) e 25 (morador ausente). Durante esse período a média do cliente estava em 25,4m³, mas o cliente pagou a menor entre 13m³ a 15m³, o que gerou um acúmulo de diferenças.

Ao se fazer a leitura referente ao mês 10, foi apurado o consumo real. Desta forma, a conta do mês 10/2017 foi desmembrada por sete meses no valor de R$ 422,82.

Portanto, diante do apurado, o SAAE conclui que, houve um consumo elevado ou perdas no período das médias de 04 a 10/2017 e a conta já foi desmembrada.