Os balões continuam ameaçando a segurança dos voos no Aeroporto Internacional de Guarulhos,onde na manhã desta quarta-feira (15), novamente foram vistos próximos a aeronaves, lembrando que durante o último final de semana, um drone chegou a fechar o Aeroporto de Congonhas, e por conta do balão, o aeroporto do Campo de Marte chegou a ficar fechado durante 16 minutos.

Mesmo com o avistamento do balão próximo ao Aeroporto de Cumbica, a torre não chegou a mudar as operações, e os voos continuaram a operar normalmente.

No mês de setembro, o HOJE divulgou que os casos de balões no Aeroporto de Cumbica contabilizavam 98 em rota de aeronaves somente nos seis primeiros meses do ano. Segundo dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), entre janeiro e agosto, já são 498 registros de balões em rotas de aeronaves, ou duas notificações por dia. Em relação ao mesmo período de 2016, a alta é de 31%.

Na ocasião, o aeroporto de Guarulhos é o maior incidência, pois o segundo lugar, Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, registrou 56 casos.A Polícia Ambiental, durante as operações caça-balões, chegou a prender dois homens no Jardim Fortaleza, suspeitos de fabricar balões, além de apreensões no Jardim Cumbica.

Foto: Reprodução TV Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here