Prefeitura oferece curso de cabeleireiro gratuito

Uma oportunidade de capacitação para quem está desempregado, ou procura uma alternativa de renda familiar, entrar no mercado de trabalho ou até mesmo abrir um negócio próprio é o curso de cabeleireiro gratuito, disponibilizado pelo Departamento de Fundo Social de Solidariedade (FSS), da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social. As inscrições para novas turmas estão permanentemente abertas, e podem ser realizadas pelo telefone 2472-5184. É oferecido certificado aos participantes, no Fundo Social de Solidariedade – alameda Tutóia, 534, Gopoúva –

Ao todo são oferecidos dois cursos: Cabeleireiro Básico e Cabeleireiro Avançado, ambos com duração de 100 horas/aula, ou seja, cerca de três meses. Os cursos são realizados duas vezes por semana, turmas das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas, em três locais: Taboão, Cabuçu e Centro (a partir de 2018).

De acordo com a professora Inês Cesar, os cursos dão uma boa base para os alunos. “Com estes dois cursos, já se pode montar um salão em domicílio, alugar ou trabalhar em um salão. Há ainda outras opções que podem surgir como ser demonstradora de alguma empresa de cosméticos, fazer palestra de produtos, entre outras”, afirmou Inês.

Aulas

As aulas são práticas e teóricas, tratando de estudo dos cabelos, doenças do couro cabeludo, técnicas de atendimento ao cliente, ética profissional, gestão de administração de salão, entre outros. O curso básico aborda cortes, escova, noções de penteado e tratamentos (hidratação, reconstrução, cauterização, umectação, nutrição, peeling capilar, entre outros). Já o avançado inclui química em geral (relaxamento, permanente, coloração, mordaçagem, luzes, reflexo, californiana, humbre hair, progressiva, selagem sem formol, entre outros).

Os participantes do curso também atendem gratuitamente a população nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), ações sociais em escolas e comunidades com a realização de corte e escovas em mulheres, homens e crianças. Os que desejarem procedimentos químicos nos cabelos devem trazer o produto, e a mão de obra é gratuita.

“Trabalhamos com responsabilidade e segurança”, completou a professora informando que os alunos utilizam equipamentos de segurança individuais (EPIs) como máscaras e luvas, além de serem orientados a fazer a anamnese dos clientes, o levantamento de informações (se tem alergia, doenças, se estão gestantes, entre outros).

Serviço:

Curso de Cabeleireiro Básico e Curso de Cabeleireiro Avançado – inscrições para turmas em janeiro/2018

Informações: Fundo Social de Solidariedade – alameda Tutóia, 534, Gopoúva – tel. 2472-5184

Foto: Sidnei Barros/PMG