Guarulhenses ainda não receberam mensagens de alerta da Defesa Civil

Desde a última quinta-feira (16), qualquer cidadão com residência no estado de São Paulo poderá receber mensagens de SMS como alerta de riscos de desastres naturais direto no celular. No entanto, depois de sete dias do começo desta iniciativa poucos moradores de Guarulhos ainda não receberam a notificação de texto para cadastro.

A prática de emitir alertas diretos à população já é corriqueira em países como Estados Unidos e Japão, onde são comuns furacões e terremotos. Em São Paulo, pode ajudar a salvar vidas em casos de chuvas fortes, enchentes, deslizamentos, incidência de raios e outros fenômenos causados por eventos meteorológicos.

“Eu acho importantíssimo receber este alerta. Essa ação será muito benéfica para a população de Guarulhos. Mas, ainda não recebi nenhuma mensagem para realizar o cadastro”, disse a cabeleireira Rai Alves, que mora no Jardim Cumbica.

O HOJE ouviu outros populares que moram no Jardim Otawa, Bonsucesso e Pimentas, que também não receberam a mensagem. Segundo a administração municipal, a cidade possui 88 pontos de risco.
Para se cadastrar, a pessoa só precisa responder essa mensagem com o número do CEP de interesse. Com isso, o cidadão passa a receber alertas sempre que a Defesa Civil identificar uma situação de risco na área que abrange o CEP indicado. O cadastramento poderá ser feito a qualquer tempo, mesmo que a pessoa não receba a mensagem inicial. Basta enviar um SMS para o número 40199, escrevendo o CEP de interesse.
Entretanto, não há limite para a quantidade de CEPs que podem ser cadastrados. Procurada, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que não possui dados referentes à quantidade de linhas móveis do município, mas de todo estado. Entretanto, o HOJE obteve a informação de que a cidade conta com quase 800 mil linhas telefônicas móveis.

Antônio Boaventura
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto