Prefeitura faz inspeção em escolas para avaliar carne servida aos alunos

O HOJE acompanhou dirigentes da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), nesta quarta-feira (29), em três escolas da rede municipal de ensino para avaliar a qualidade da merenda servida naquelas unidades aos alunos. No entanto, não foi constatada qualquer irregularidade em relação aos alimentos.

As escolas Olavo Bilac e Haroldo Evans, localizadas na região do Jardim Tranquilidade, e Padre João Álvares, no Macedo, foram as unidades educacionais escolhidas, sem prévio aviso, para a realização da devida inspeção.
Conforme cardápio, a refeição servida continha frango, arroz e legumes. Apenas em uma unidade, o prato continha carne moída. Em contrapartida, a Secel afirma que ao tomar ciência de casos de inconformidade, é realizada a devida notificação ao respectivo fornecedor sobre todas as reclamações recebidas e solicita a troca do produto.

Além disso, os dirigentes afirmaram que é solicitado às unidades escolares encaminhamento via memorando ou ofício das reclamações para encaminhar ao Departamento de Licitação e Contratos para adoção das medidas contratuais cabíveis.
“A merenda teve uma dificuldade contratual no começo do ano e no meio do ano quando tivemos ciência da carne. As empresas passam pela secretaria pela manhã e passam por avaliação. Trabalhamos com seis toneladas dia. Alguma coisa, infelizmente acontece, mas não é para acontecer e estamos trabalhando para manter a qualidade”, disse Styvenson Koga, diretor do departamento de alimentação e suprimento escolar.

Antônio Boaventura
[email protected]
Foto: Ivanildo Porto