Proguaru inicia readequação do Tapetes Lourdes para receber a Câmara Municipal

Com aproximadamente 40 operários, a Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A (Proguaru) começou as obras de readequação do antigo prédio da Fábrica de Tapetes Lourdes, na Vila Augusta, para readequação do espaço para receber as novas instalações da Câmara Municipal.
Segundo a própria Proguaru, as benfeitorias começaram após a assinatura do contrato com o Poder Legislativo, que ocorreu em meados do mês anterior. A empresa de capital misto foi contratada sem a realização de processo licitatório e tem previsão de entrega para o final de julho deste ano. O projeto foi orçado em quase R$ 7 milhões.

A empresa ressalta que pretende imprimir todos os esforços para entregar a obra no prazo acordado. Durante esta etapa de mobilização está sendo realizada a montagem da infraestrutura para a execução dos serviços como as áreas de trabalho, espaços para armazenamentos de insumos, instalação de apoio técnico-administrativo, espaços para circulação de materiais e de pessoas, entre outros.
A Proguaru será responsável por 100% da reforma. A nova sede do Legislativo guarulhense terá acesso para pessoas com deficiência, contará com três entradas por ruas diferentes, todas elas com rampa de acesso, além de estacionamento para até 80 veículos. O plenário ficará no térreo e o prédio contará com dois elevadores.

O imóvel foi adquirido em 2011 por R$ 14 milhões e abrigará as novas instalações do Legislativo. Após contestação do Ministério Público Estadual (MPE), Eduardo Soltur (PSD), presidente da Câmara Municipal, resolveu cancelar o processo de licitação e firmar acordo com a Proguaru para promover as adequações necessárias. Atualmente, o Legislativo gasta R$ 3 milhões por ano com o aluguel da sede atual.

Antônio Boaventura
[email protected]
Foto: Ivanildo Porto

- PUBLICIDADE -