Sem apoio, atleta de duatlo descarta representar Guarulhos no mundial da categoria na Dinamarca

Resgatar o esporte na cidade é uma das propostas do governo do prefeito Guti. Entretanto, por falta de apoio do poder público e até da iniciativa privada Viviane Barbosa, 30, descarta representar Guarulhos no mundial de duatlo, que será realizado no começo do mês de julho na Dinamarca.

“Não vou representar a cidade de Guarulhos porque não estou tendo apoio. Já procurei a prefeitura, conversei e coloquei a minha necessidade, assim como em algumas empresas. Mas, não tive qualquer resposta sobre o assunto. Estou em busca de apoio para definir por qual cidade irei. E já estou recebendo convites”, explicou Viviane que divide seu tempo entre a rotina de treinos e a função de assistente de marketing.

A jovem entende que a disciplina é fundamental para que possa reunir condições de encarar as competições em alto nível. “É preciso seguir a risca o que os nossos preparadores nos orientam. É tanto, que por um descuido eu disputei o Campeonato Brasileiro machucada. Isso aconteceu porque exagerei nos exercícios e na preparação”, disse.

Para participar do Mundial de Duatlo, Viviane revela que precisa de R$ 15 mil para custear suas despesas com hospedagem, transporte e alimentação. Isso porque ela não conta com patrocínios. A sua vaga na competição internacional só foi possível em função da 3ª colocação conquistada no Campeonato Brasileiro da categoria realizado em novembro passado na cidade de Barueri.
“Caso eu não consiga esse apoio, eu terei de me virar e cogito até solicitar um empréstimo. Será pra mim algo desafiador, além de ser uma grande oportunidade de estar entre os principais atletas da elite deste esporte. Isso faz aumentar o foco para não fazer feio lá”, concluiu.

Antônio Boaventura
[email protected]

- PUBLICIDADE -