Guarulhos deverá economizar R$ 5 mi ao transformar chorume em água de reuso

Através do inédito projeto de transformação do chorume do aterro sanitário da cidade em água de reuso, a Prefeitura de Guarulhos pode economizar anualmente cerca de R$ 5 milhões. A proposta pioneira no país está em fase final de análise e pode ser implantada ainda neste ano. A administração municipal não descarta a comercialização do serviço para outros municípios.

“Nós estamos bem esperançosos que dê certo. Isso é uma coisa muito boa para a cidade e gera uma economia muito grande. Com certeza este pode ser o segundo passo e que possamos ser útil para outras cidades. É um instrumento que teremos com um custo menor. O transporte é o mais caro”, explicou Loredana Glasser, secretária de Serviços Públicos.
Atualmente, o governo municipal tem um custo mensal aproximado de R$ 400 mil, já que paga R$ 28 por tonelada de chorume tratado, além do custo com transporte. O líquido poluente de cor escura e odor nauseante,é despejado na cidade de Barueri.

“Eu não sei falar quanto ao percentual, mas está bem avançado. Na primeira experiência foi possível ver a transformação da cor do chorume. Estão sendo feitas algumas adaptações no tanque e na bomba que joga o chorume. Os testes já estão bem adiantados”, disse Loredana.
O projeto é capitaneado pelo biólogo Guilherme Moraes dos Santos. Loredana revelou que os trabalhos também são acompanhados pelo Sistema Autônomo de Água e Esgoto (Saae).

Antônio Boaventura
[email protected]
Foto: Ivanildo Porto

- PUBLICIDADE -