Após a morte de quatro macacos no Zoológico de Guarulhos, a Secretaria Municipal da Saúde aguarda a devolutiva do Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, sobre o resultado dos exames coletados em três primatas para a adoção das próximas medidas, principalmente em relação a uma possível reabertura do local.

O Zoológico foi fechado no dia 24 de janeiro, em razão da morte de um sagui, que foi morto em decorrência de uma briga com os outros primatas que ocupavam o espaço. Após exames coletados, o animal apresentou resultado positivo para a presença do vírus da febre amarela, porém, houve a morte de mais três animais, que ainda não há confirmação se foi causada pela febre amarela.

Segundo a administração municipal, até o momento foram registradas quatro mortes de macacos confirmadas por febre amarela. A primeira morte foi confirmada pela prefeitura no início de dezembro do ano passado, quando o animal foi encontrado em um pesqueiro na Estrada dos Veigas, no bairro do Marmelo, no dia 28 de novembro.

Reportagem: Ulisses Carvalho
ulissescarvalho@grupomgcom.com.br
Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here