Vereador propõe merenda escolar mais saudável

Vereador propõe merenda escolar mais saudável

Proposta deixa de lado os embutidos, como salsicha, presunto, salame e mortadela, do cardápio nas refeições dos alunos

Toninho da Farmácia (PSD) e Acácio Portella (PP), vereadores da Comissão Permanente de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da Câmara de Guarulhos, discutiram e deliberaram três projetos de Lei em reunião realizada na tarde desta quinta-feira (15).

O primeiro deles foi o PL 564/2018, do próprio Toninho da Farmácia, que proíbe a oferta de embutidos na merenda de escolas e creches municipais. “São produtos que fazem mal à saúde, principalmente a longo prazo, e criança mira primeiro o sabor, não quer saber sobre as propriedades do alimento”, explicou Acácio Portella.

O PL 2862/2014 (Professor Jesus, DEM, e Guti, PSB), que permite e estabelece normas para a entrada de animais nos parques públicos do município, também recebeu parecer favorável. O único projeto com parecer contrário foi o PL 557/2018, de Janete Rocha Pietá (PT), que torna obrigatório nas escolas municipais o ensino de noções básicas da Lei Maria da Penha, num projeto denominado “A Lei Maria da Penha vai à escola”.

Foto: Karina Yamada

Deixe seu Comentário