Guarulhense é presa após se passar por advogada e aplicar golpe em idosos

Guarulhense é presa após se passar por advogada e aplicar golpe em idosos

A Polícia Civil prendeu uma mulher, que não teve a identidade revelada, de 26 anos, que se passava por advogada e estaria aplicando golpe em idosos que tentavam a aposentadoria. A mulher que é natural de Guarulhos foi detida no Jardim Paraíso, bairro de Sertãozinho, cidade do interior paulista.
Uma testemunha foi até a Delegacia de Polícia de Barrinha (Deinter 3) e contou aos agentes que seu pai estaria sendo vítima de golpe praticado por uma mulher, que se passava por advogada.

Ele procurou os serviços da suposta advogada para entrar com uma ação. Todavia, por conta da quantia de dinheiro que vinha sendo exigida por ela e pela mudança do local de trabalho, ambos ficaram desconfiados. Inicialmente, foram pedidos R$ 8 mil à vítima. Depois, mais R$ 1,4 mil.
O cliente, desconfiado, pediu para a advogada o número do processo e do seu registro na Ordem dos Advogados do Brasil. Ela negou fornecê-los.

Policiais civis da Delegacia de Polícia de Investigações Gerais (DIG) foram até o escritório da suposta advogada e a conduziram até a delegacia, onde ela admitiu a farsa.
As pessoas que estavam aguardando atendimento no escritório foram avisadas a respeito do golpe. A mulher foi presa, em flagrante, por estelionato.

Deixe seu Comentário