Guarulhos perde quase 155 mil eleitores por conta da biometria

Segundo maior colégio eleitoral do estado de São Paulo, a cidade de Guarulhos perdeu pouco mais de 154 mil eleitores que não votarão para deputados estadual e federal, governadores e presidente, no próximo mês de outubro.

Para regularizar os títulos, os guarulhenses que não atenderam o prazo do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) para realizar o cadastramento biométrico, que terminou nesta quarta-feira (9), terão que esperar para 5 de novembro.

De acordo com o TRE-SP, este procedimento tem como propósito regularizar o eleitor para que o mesmo possa ter condições de votar nas eleições que serão realizadas em 2020. Neste processo serão eleitos prefeitos e vereadores.

Ainda de acordo com o tribunal, até ás 17h de quarta-feira, 154.417 eleitores ainda não tinham feito o cadastramento biométrico obrigatório em Guarulhos. Ou seja, cerca de 16% de seu eleitorado composto por cerca de 958 mil eleitores.

O prefeito Guti (PSB) se reuniu com o presidente do TRE-SP, Carlos Eduardo Cauduro Padrin, e o vice-presidente e corregedor eleitoral, Waldir Sebastião de Nuevo Campos Júnior, nesta semana, na tentativa de prorrogar o prazo para o cadastramento biométrico na cidade.

A proposta deve ser inserida na pauta da Corte para apreciação dos demais desembargadores nos próximos dias. Também participaram do encontro os deputados estaduais Jorge Wilson e Gileno, e o presidente da Câmara Municipal, Eduardo Soltur.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto