Novo comandante do CPAM-12 quer ampliação da parceria com municípios

O novo comandante do CPAM-12 da Polícia Militar, coronel Wagner Prado, foi recebido pelos prefeitos na sede do Condemat – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê na segunda-feira (21). No cargo desde o início desse mês, o oficial defendeu uma relação mais próxima com o Executivo e a ampliação das parcerias com as cidades da região, em especial, nas áreas de monitoramento, prevenção às drogas e fiscalização.

Segundo coronel designado para o posto neste ano, o comandante tranquilizou os prefeitos ao informar que planeja permanecer à frente do CPAM-12 por pelo menos dois anos. E adiantou também que deseja atuar em conjunto com as prefeituras para potencializar os resultados das ações da PM na prevenção da criminalidade.

“Apesar de estar na Região Metropolitana, o Alto Tietê tem características interioranas e índices bem controlados de criminalidade. Em Mogi das Cruzes, que é uma cidade grande, temos 4,7 homicídios para cada 100 mil habitantes e, em outras cidades, é até menos (a média no Estado é 8 por 100 mil). Mas é claro que temos problemas e a somatória de esforços ajuda a reduzir o impacto deles e a atrair investimentos para a Região”, ressaltou o coronel Prado.

O comandante defendeu o empenho da região para formar um “cinturão de monitoramento”, com atuação conjunta da Polícia Militar com as guardas municipais e agentes de trânsito.

“Já temos algumas cidades com sistema de monitoramento implantado e a ampliação disso para os outros municípios da Região, através do Sistema Detecta do Governo do Estado, é uma das prioridades que temos no Condemat”, adiantou o presidente do Condemat, Rodrigo Ashiuchi, prefeito de Suzano.

Outra parceria proposta pelo comandante do CPAM-12 aos prefeitos é para apoio na fiscalização de problemas na infraestrutura das cidades, como buracos em vias, falta de iluminação e mato. Esse tipo de informação faz parte de um Relatório de Infração Administrativa elaborado pelos policiais que atuam nas ruas. A ideia do coronel Prado é ampliar e agilizar esse trabalho, com o envio eletrônico dos relatos diretamente dos tablets das viaturas para os emails das secretarias de Obras e Serviços Urbanos.

“É um serviço 24 horas, de graça e no qual estaremos colaborando com as prefeituras. Já solicitei que essa ferramenta seja implantada nos municípios”, informou o comandante.

O CPAM-12 é responsável por oito dos 11 municípios que integram o Condemat e durante a reunião o presidente do consórcio solicitou estudos da PM para ampliar o trabalho de combate e prevenção às drogas através de ações e palestras para estudantes do Ensino Médio e faculdades. Atualmente, isso feito apenas no Ensino Fundamental, por meio do Proerd.

“Estudaremos isso até porque no Ensino Médio e quanto chega na universidade, o mundo das drogas fica mais próximo dos jovens. Prevenção é o melhor caminho sempre”, concluiu.