Câmara deixa de realizar sessão mais uma vez e vereadores apontam vexame e desrespeito

A Câmara Municipal de Guarulhos, mais uma vez, não realizou sua sessão por falta de número suficiente de vereadores em plenário, já que é necessário a presença de, no mínimo, 18 parlamentares. O vereador Edmilson Souza (PT), líder da oposição, classificou a falta de quórum nesta quinta-feira (7) como vexame, enquanto seu colega João Dárcio (Podemos) entende que é um desrespeito com a população.

“Hoje [ontem], o presidente encerrou a sessão porque havia 11 vereadores. É mais um vexame para a Câmara Municipal e para o conjunto de vereadores. Isso acaba atingindo a imagem de todo mundo. Nós temos importantes projetos para serem deliberados e lamento”, desabafou o vereador petista.

Ele também a não realização das sessões só aumenta a rejeição popular em relação a classe política, além de desgastar a imagem dos 34 vereadores da cidade. “Acredito que, enquanto não mudarmos esta postura, a população vai continuar sem acreditar na classe política”, disse o petista.

João Darcio disse que reprova o encerramento da sessão parlamentar antes do horário regimental, porém, destaca que um dos motivos pela não realização dos trabalhos se deve ao fato da longa duração da audiência pública da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

“Primeiro que acho um desrespeito com os vereadores e com a população em geral. Apesar, que hoje [ontem], aconteceu à audiência pública da Educação [Secel]. Na verdade isso acabou ocasionando o cancelamento da sessão. Mas eu não concordo”, concluiu.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto