Com o pulso quebrado há 18 dias, cirurgia de idosa é cancelada no HMU pela quarta vez

Na manhã desta terça-feira (12), a cirurgia da dona de casa Sônia Maria Negrão, 67, moradora do bairro da Vila Galvão, no Hospital Municipal de Urgência (HMU), localizado no Jardim Bom Clima, foi desmarcada pela quarta vez, de acordo com a família.

A idosa saiu do hospital na terça-feira (05), após o terceiro cancelamento do procedimento cirúrgico e a remarcação para esta terça-feira (12), porém, pela manhã, um funcionário do HMU teria telefonado para os familiares alegando que o procedimento não iria acontecer e que retornariam a ligação para remarcar a cirurgia, segundo o genro de Sônia, o gerente de canais Ricardo Antônio Santaguida, 40.

Sônia fraturou o pulso de acordo com Santaguida após escorregar enquanto tomava banho. A idosa foi internada no HMU no dia 25 do mês passado, e a primeira marcação da cirurgia ocorreu para o dia 29, porém, acabou sendo cancelada, assim como nos dias 2, 5 e 12 deste mês.

“Hoje completam 18 dias que ela está com o pulso quebrado e o braço enfaixado, porém, até o momento, ninguém se posicionou e o hospital simplesmente cancelou, não alegou nada”, revelou Santaguida.

A reportagem do HOJE entrou em contato o Instituto Gerir, responsável pela administração do HMU. “Para uma readequação total do quadro de cirurgias, todos os procedimentos que não são considerados de urgência foram remarcados pela direção do hospital”.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]