Postos de Guarulhos ainda descumprem publicidade da MP do diesel

Mesmo depois de 19 dias da edição da Medida Provisória que reduz o valor diesel em R$ 0,46 nas bombas de abastecimento, ainda é possível encontrar em Guarulhos estabelecimentos que não cumprem a determinação publicada no Diário Oficial da União (DOU), que obriga os postos a informarem o valor comercializado daquele insumo antes da paralisação das atividades realizadas por caminhoneiros e o preço por litro com a redução após o fim da greve.

A média do valor cobrado pelo litro do diesel na cidade antes do ato realizado pelos caminhoneiros em meados do mês passado era de aproximadamente R$ 3,89. Com a redução proposta em negociação com o Governo Federal, este valor caiu para R$ 3,43. Também é possível encontrar a R$ 3,30. No entanto, não são todos os postos em Guarulhos que estão repassando este preço ao consumidor final.

“É preciso colocar os valores pra que não haja dúvida de que o desconto esteja disponível nas bombas para os consumidores. Caso o posto não esteja cumprindo temos que denunciar para fazer valer os nossos direitos, que conquistamos com muito suor”, declarou o caminhoneiro Jarbas Sampaio, 53 anos.

De acordo com a portaria 760/2018, do Ministério da Justiça, através do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, os postos devem informar os preços dos combustíveis no dia 1º de maio de 2018 e no dia 1º de junho de 2018. A fiscalização fica a cargo das unidades do Procon dos estados e municípios para que seja resguardado o direito ao repasse da redução do valor aos consumidores finais.

“É preciso colocar mesmo? O nosso informativo é somente aquele que está junto com o preço do etanol e da gasolina. E o valor que estamos cobrando é o de R$ 3,73. Vamos ver como está esta situação”, disse a atendente Elisângela Pereira do posto Ipiranga da rodovia Presidente Dutra, na região da Vila Endres.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto