CEI descarta suposto crime de extorsão contra Zeitune

Os vereadores da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal, instalada para investigar suposto crime de extorsão envolvendo o vice-prefeito Alexandre Zeitune (Rede), chegou ao seu penúltimo ato nesta sexta-feira (6) com a apresentação do relatório final, que descartou qualquer irregularidade atribuída a Zeitune.

No retorno do recesso parlamentar, em agosto, o relatório elaborado pelo vereador Eduardo Carneiro (PSB), deverá ser apresentado ao plenário para votação. “Quero ressaltar o brilhante trabalho desta comissão e a condução dos trabalhos, até porque em muitas oportunidades foi uma comissão tumultuada. Chegamos à conclusão que crime de extorsão não houve”, declarou Carneiro.

Os trabalhos comissão estava previsto para terminar na última sexta-feira (29), mas por força de liminar obtida pela defesa do vice-prefeito, a CEI ganhou um novo prazo.

“A Câmara prestou um excelente trabalho e investigamos tudo o que tínhamos disponível. Ainda que não tenha sido comprovado o crime de extorsão, a função da CEI não era incriminar ninguém e sim apurar os fatos”, concluiu o presidente da comissão, vereador Marcelo Seminaldo (PT).

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto