Guarulhos tem dois casos suspeitos de sarampo em investigação, diz Secretaria da Saúde

Dois casos suspeitos de sarampo estão em investigação no município, aguardando o resultado dos exames laboratoriais, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. Um desses casos é de um morador do Jardim Rosa de França, enquanto o outro é do Parque Continental III.

Ao todo, a secretaria já recebeu quatro notificações de casos suspeitos de sarampo, sendo dois descartados após exames laboratoriais realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, com sede em São Paulo. “Desses dois casos descartados, um é de pessoa residente na Grande São Paulo e, o outro, do Jardim Fortaleza”.

Além de ser uma doença transmissível, entre os principais sintomas do sarampo estão febre alta, conjuntivite, tosse e manchas brancas que aparecem na mucosa bucal. A transmissão da doença ocorre de forma direta, por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Por isso, a elevada contagiosidade da doença.

Em alguns estados, existem novos casos do sarampo, como no Amazonas, onde um bebê do sexo masculino, com apenas sete meses, morreu no mês passado. A criança não havia sido vacinada e teria apresentado sintomas febre, manchas na pele, tosse e coriza.

Vacinação- A vacinação contra o sarampo está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Guarulhos. Segundo a secretaria, são duas doses da vacina, sendo que a primeira deve ser aplicada aos 12 meses de idade e, a segunda,  aos 15 meses (tetraviral). Para quem não possui comprovante de vacinação, são duas doses até 29 anos. Adultos acima de 30 anos e os nascidos a partir de 1960, devem ter uma dose.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Foto: Arquivo Agência Brasil