Após ficar sem limpeza e visita da Vigilância Sanitária, funcionários do Hospital da Criança recebem salários atrasados

Quem precisou utilizar o Hospital da Criança e do Adolescente (HMCA), localizado na rua José Maurício, n° 185, na região central, se deparou com uma situação complicada, pois, devido a falta de pagamento, muitos funcionários deixaram de ir trabalhar, e com isso, a unidade ficou sem o serviço essencial, a parte da limpeza, que até as mães dos próprios pacientes chegaram a realizar para que os quartos não ficassem em uma situação caótica.

De acordo com o Instituto Gerir, responsável pela administração do hospital, a situação se normalizou nesta quarta-feira (15), quando foram depositados os salários dos funcionários. “Os salários da enfermagem e dos funcionários da limpeza foram pagos. Trabalhos foram completamente restabelecidos”.

O instituto também confirmou em nota que o hospital recebeu na manhã de quarta-feira uma visita de rotina de uma equipe da Vigilância Sanitária. Durante o período em que os funcionários ficaram sem o pagamento, um rodízio teria sido realizado, como na parte da recepção, onde ficariam três pessoas, ficou apenas uma, de acordo com um funcionário que preferiu não ser identificado.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]