O principal motivo pela alta nos índices de mortes no trânsito em Guarulhos neste ano está ligado à imprudência de motoristas e pedestres, de acordo com a Secretaria de Transportes e Trânsito (STT), que alega em virtude desse problema ter intensificado as ações de fiscalização integrada na cidade.

“Uma das principais inovações relacionadas a essa ação integrada foi a instalação de uma Central de Flagrantes na Seccional da Polícia Civil de Guarulhos, que proporcionou maior celeridade e eficiência às detenções dos condutores flagrados em situação de embriaguez”, disse em nota a STT.

Além dessas ações, a secretaria também afirma que como trabalho de educação no trânsito para o motorista guarulhense estão o Maio Amarelo, a Semana Nacional do Trânsito, com previsão para ocorrer no próximo mês, além de palestras em empresas, ações com pedestres, ciclistas, motociclistas e a Blitz Integrada, sendo a última no final de semana passado, com a detenção de 12 pessoas e autuação de 58 motoristas.

Existe também ações da Escola Pública de Trânsito (EPT),  mais direcionadas para jovens e adultos, de acordo com a administração municipal, para um público de 19 a 29 anos. “Eles são o grupo de maior risco, ou seja, os que se envolvem mais em acidentes. Porém, a conscientização com as crianças continua para que os números melhorem ao longo dos anos. A coordenação fica a cargo do Departamento de Trânsito, da STT”.

Houve uma queda no índice de mortes no trânsito no mês de julho, quando a cidade teve 30 óbitos, diferente do mesmo mês do ano anterior, quando houve 37 mortes. No primeiro semestre deste ano, de acordo com dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga-SP), foram 74 mortes, um aumento de 39,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foram registrados 53 óbitos.

Reportagem: Ulisses Carvalho

ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here