De janeiro até agora, foram confirmados sete casos de meningite meningocócica em Guarulhos, com quatro óbitos, sem contar o caso que está sob investigação. Além dessas oito ocorrências da forma mais agressiva e com maior potencial de letalidade, o município confirmou outros 155 casos pelos demais agentes infecciosos (bactérias, fungos e vírus), com 23 óbitos.

Ao longo do ano passado foram confirmados 195 casos de meningite na cidade com 32 óbitos, sendo 20 ocorrências por doença meningocócica e oito óbitos. Em 2016 foram 254 casos com 27 óbitos. Deste total, 23 foram por doença meningocócia, sendo que cinco evoluíram para óbito.

No Brasil, a meningite é uma doença considerada endêmica. Isso significa que são esperadas ocorrências de casos ao longo do ano, com o registro de surtos e epidemias ocasionais, sendo mais comum o surgimento de meningite bacteriana durante o inverno e virais no verão.

O Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde disponibiliza cinco vacinas para a prevenção das meningites: BCG, Pentavalente, SCR, Pneumo 10 Valente, bem como a Meningo C, que enfrenta desabastecimento em nível nacional neste momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here