Seis mil alunos da rede estadual em Guarulhos participam da 2ª fase da Olimpíada de Matemática

A segunda fase da Olímpiada de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) será realizada neste sábado (15) e contará com a participação de seis mil alunos de Guarulhos que estudam em escolas rede estadual. O número representa menos de 1% do total de participantes do evento nacional, que é promovido com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Participam desta etapa da competição estudantil, mais de 950 mil estudantes dos Anos Finais do Fundamental e Ensino Médio em todo o Brasil foram classificados para etapa. A competição é organizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada. Os candidatos devem imprimir cartão de confirmação e verificar locais de prova no site oficial da competição – www.obmep.org.br.

Pelo endereço eletrônico  os candidatos podem imprimir os cartões de confirmação e verificar os locais de prova. A organização recomenda que os alunos cheguem aos centros de aplicação com 30 minutos de antecedência com documento original de identificação (carteira de identidade, certidão de nascimento ou carteira escolar), lápis e borracha.

A Olimpíada é dividida em três níveis, de acordo com a escolaridade (nível 1 – 6º ao 7º ano; nível 2 – 8º ao 9º ano; e nível 3 – 1ª à 3ª série). Estão em disputa 500 medalhas de ouro, 1.500 de prata, 4.500 de bronze, além de 46.200 menções honrosas. Os vencedores serão anunciados em novembro.

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática.

Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a OBMEP tem como objetivos principais, estimular e promover o estudo da Matemática, Incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional e promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

Antônio Boaventura

[email protected]