Com 95 casos de Aids registrados neste ano em Guarulhos, prefeitura promove ação para enfrentamento às epidemias

Na última terça-feira (23), a Secretaria de Saúde reuniu mais de 100 pessoas no Salão de Artes do Adamastor Centro (Macedo) para a realização de oficinas que contribuirão para a elaboração da Programação de Ações e Metas (PAM) para o ano de 2019. Ou seja, ações para enfrentamento às epidemias de HIV/Aids, além de outras infecções sexualmente transmissíveis (IST) e hepatites virais.

Na ocasião, foram apresentadas ocorrências notificadas em Guarulhos, que neste ano registrou 95 casos de Aids, 23 de gestantes HIV positivo, 141 de hepatites, 163 de sífilis em gestantes e 70 de sífilis congênita. Segundo o coordenador do Programa IST/Aids e Hepatites Virais, Ricardo Fernandes Gambôa, diante desses números, a boa notícia são os avanços obtidos neste último ano, como a capacitação de 100% dos enfermeiros da Rede Básica de Saúde para a execução dos testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites B e C. “Em parceria com a Rede Cegonha, foi implantado um ambulatório para seguimento dos casos de sífilis congênita e um comitê para a investigação de todos os casos de crianças expostas à Sífilis e ao HIV durante a gestação”, completou.

Recentemente, a Secretaria de Saúde também passou a ofertar a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV, no Centro de Testagem e Aconselhamento Ubiratan Marcelino dos Santos, primeiro serviço na cidade a disponibilizar a estratégia,  além de capacitar profissionais da rede de serviços de urgência e emergência para a oferta de profilaxia pós-exposição (PEP).