Casos de estupro de vulnerável teve crescimento de 19% em Guarulhos no ano de 2018

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Os casos de estupro de vulnerável teve crescimento de 19% no ano de 2018 em relação a 2017, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo (SSP). Até o mês passado, foram 278 casos, contra 232 no ano anterior, registrando um aumento também de 10% no número total de casos de estupro, de 346 ocorrências para 380.

O crime é configurado como estupro de vulnerável ao ter conjunção carnal ou praticar algum ato libidinoso com menores de 14 anos, ou que apresentem alguma enfermidade ou deficiência mental. A punição para este tipo de crime é de 10 a 20 anos de reclusão, e no caso de morte, de 12 a 30 anos.

Em um dos casos, no dia 26 de julho do ano passado, um idoso de 74 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar por tentativa de estupro a uma criança na avenida Estados Unidos, n° 469, no bairro Jardim das Nações, região de Cumbica. Na ocasião, o boletim de ocorrência foi lavrado no 3° Distrito Policial e a idade da criança não foi revelada.

Somente no ano passado, houve a apreensão de 227 armas de fogo, sendo 104 por posse ilegal. O número de menores apreendidos também foi grande, 410, porém, apresentou uma queda de 21% em relação a 2017, quando houve 521 apreensões. Segundo a SSP, houve 3.045 pessoas presas em flagrante na cidade no ano passado, de um total de 4.001 prisões efetuadas.

Um dado positivo foi à redução de 41% no roubo de carga em Guarulhos, com 411 ocorrências em 2018, contra 705 em 2017. Os casos de tráfico de drogas na cidade chegaram a 990, além de 7.209 casos de roubo e mais de dez mil furtos.