Ex-vereadora Adriana Afonso assume o comando do PSL de Bolsonaro na cidade

Antônio Boaventura

[email protected]

O Partido Social Liberal, do presidente Jair Bolsonaro, em Guarulhos tem um novo comandante. A ex-vereadora Adriana Afonso assumiu o controle da sigla no município. Ela substitui Mário Nascimento, ex-assessor parlamentar do vereador Alexandre Dentista (DC). A legenda conta com a representação dos vereadores Serjão Inovação e Sandra Gileno na Câmara.

Adriana Afonso foi vereadora pelo PV em entre 2005 e 2008. Em sua eleição obteve 4.127 votos. No último ano de seu mandato, ela migrou para o PMDB, atual MDB, para disputar a eleição à prefeitura municipal. No entanto, seu desempenho nas urnas não foi suficiente para levá-la ao segundo turno. A mesma somou quase 25 mil votos. A reportagem tentou contato por telefone com ela, mas não obteve êxito.

O vereador Serjão Inovação entende que a chegada da ex-vereadora no comando eleva o patamar da legenda no município. O mesmo também afirmou que permanece no partido e que aguarda uma conversa com Adriana para traçar projetos relacionados às eleições municipais, que estão previstas para acontecer em outubro do próximo ano.

“Aumenta a concorrência na cidade, é um bom nome como também fortalece o partido. Vou permanecer no partido e vamos aguardar o que vai acontecer. Espero ter uma conversa com ela [Adriana Afonso] para saber as propostas que ela tem para o partido”, declarou Serjão.

Caminhando no mesmo discurso que Serjão, a vereadora Sandra Gileno adotou a cautela e pretende se pronunciar com maiores detalhes após tomar conhecimento das propostas que Adriana Afonso tem para a legenda. Mas, ressaltou o seu desejo de permanecer como integrante dos quadros da sigla do presidente Jair Bolsonaro.

“Ficamos sabendo desta mudança na semana passada e não tem nada resolvido. Eu fui eleita pelo PSL, continuo no PSL e não tenho pretensões de sair do PSL. Vamos aguardar o que vem pela frente e ela vir conversar com a gente, já que o partido tem dois vereadores – eu e o Serjão”, observou a parlamentar.