Guti vai à Câmara e diz que irá ampliar tratamento do esgoto

Antônio Boaventura

[email protected]

Em visita à Câmara Municipal nesta terça-feira (4), durante a abertura dos trabalhos legislativos deste ano, o prefeito Guti (PSB) informou que uma de suas metas para o último ano de mandato será ampliar o índice do tratamento de esgoto da cidade, que atualmente é de aproximadamente 15%. De acordo com ele, até o final deste ano, o município terá 40% de esgoto tratado.

Há quase 60 dias, o município e a Sabesp assinaram um aditivo ao contrato de concessão do serviço de abastecimento para que a companhia de capital misto pudesse também se tornar a responsável pelo tratamento de esgoto da cidade pelos próximos 40 anos. O investimento da empresa é de cerca de R$ 2 bilhões.

Neste montante serão destinados R$ 1,2 bilhão para obras de infraestrutura, R$ 492 milhões em ampliações de redes e ligações e R$ 250 milhões nas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE). Além das ETEs existentes em Guarulhos (São João, Bonsucesso e Várzea do Palácio), as unidades Parque Novo Mundo e São Miguel, em São Paulo, também tratarão o esgoto do município.

“Estamos caminhando a passos largos para melhorar a eficiência do tratamento de esgoto. Atualmente estamos com aproximadamente 15% e pegamos com 2%, em 2017. E até o final deste ano, a meta contratual com a própria Sabesp chegaríamos a 40% do esgoto tratado”, declarou o prefeito.

O tratamento de esgoto em Guarulhos é parte de uma meta mais ampla da Sabesp, a de universalizar o tratamento de esgoto no Estado até 2035, o que inclui a despoluição dos rios Pinheiros e Tietê, pra onde vão os dejetos produzidos no município atualmente.

Foto: Alexandre Sone