Covid-19: População elogia trabalho de coletores de lixo neste período de pandemia

População elogia o trabalho realizado pelos coletores de lixo neste período de pandemia - Crédito: Divulgação

Antônio Boaventura
[email protected]

Classificado como atividade essencial, a coleta de lixo manteve o seu cronograma de trabalho neste período de pandemia provocada pelo vírus Covid-19. Populares de várias regiões da cidade elogiaram o trabalho realizado pelos coletores e afirmam que esta prestação de serviço se encontra na mais perfeita normalidade. Alguns profissionais desta área fazem alerta quanto a questão da segurança dos mesmos e pedem auxílio da população.

“Aqui, no Jardim Paraíso, está normal e [eles estão] fazendo um lindo trabalho. Na última quinta-feira (26) até fiz um bolo [em forma de gratidão] e entreguei pra eles fazerem um lanchinho na madrugada”, disse Lucicleide Florentino.

Além do Jardim Paraíso, moradores dos bairros Cocaia, Bela Vista, Cidade Soberana, Jardim Ponte Alta, Lavras, Jardim Santa Terezinha, Vila Fátima, Parque Alvorada, Vila Rio, Parque Continental II, Vila Any, Vila Augusta, Centro, Jardim Vila Galvão, Jardim Centenário, Parque Mikail II, Recreio São Jorge, Cabuçu, entre outros, também destacaram o trabalho realizado pelos coletores de lixo desde a proliferação do Coronavírus.

“No Inocoop está tudo normal. Parabéns aos nossos guerreiros que fazem coleta e deixam nossas casas e ruas limpas e sem odores”, elogiou Eliane Dantes. Já Márcia Souza, moradora do bairro Santa Maria, sugere melhor organização dos resíduos nas vias. “Acho que na hora de recolher não deveria jogar tudo num canto para outro pegar, por que vários sacos são rasgados e deixando a rua cheia de lixo”, ressaltou.

Entretanto, alguns coletores se manifestaram em relação a segurança e a prevenção de acidentes que podem ser provocados em função do descarte irregular na dispensa do resíduo domiciliar. De acordo com estes, muitos já sofreram acidentes por entrar em contato com artefatos perfurocortantes.

“Queria pedir atenção de todos no descarte dos materiais perfurocortantes. Estamos trabalhando para o bem estar de todos num momento tão complicado, e infelizmente ainda são muitos os casos de pessoas que não fazem o descarte corretamente. Caso não saiba como proceder com os mesmos, o vidro pode ser descartado em caixa de leite ou de papelão,se possível isolar a mesma. Com isso já estará nos colocando em maior segurança. No caso dos espetos de churrasco,se possível colocar os mesmos numa garrafa pet”, concluiu o coletor Ricardo Bane.