Justiça já soltou mais de 1.500 em SP por risco de contraírem o coronavírus

O Governador do Estado de São Paulo, Dr. Geraldo Alckmn, esteve presente na Inauguração da Peninteciária Feminina de Votorantim. Local: Votorantim/SP. Data: 20/03/2017. Foto: Alexandre Carvalho/A2img

O número de presos soltos temporariamente e em caráter extraordinário por risco de contraírem a Covid-19 nos presídios do estado de São Paulo já ultrapassou 1.500. Por determinação da Justiça, dessa vez, além dos presos do regime semiaberto, também foram libertados provisoriamente àqueles do sistema fechado.

Entre o dia 20 de março até o último sábado (28), 1.227 presos, entre homens e mulheres, do semiaberto tinham sido soltos pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) em cumprimento à decisão judicial. De lá até esta quarta-feira (1º) foram soltos mais 351 detentos, o que totaliza 1.578 libertados.

A Justiça determinou que o governo de São Paulo soltasse os presos como medida preventiva para prevenir e evitar o contágio do coronavírus no sistema prisional.

Foto: Governo de São Paulo