Prefeitura de Guarulhos autua e fecha 17 estabelecimentos por descumprirem decreto

Foto: Divulgação/PMG

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) e da Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarulhos, com a ajuda da Polícia Militar (PM), realizam uma operação conjunta e constante no sentido de fiscalizar, autuar e fechar estabelecimentos comerciais que estejam descumprindo o decreto municipal que suspendeu as atividades do comércio não essencial como forma de evitar aglomerações e o contágio pelo coronavírus.

Nesta quarta-feira (8) os agentes apuraram 43 denúncias realizadas contra estabelecimentos comerciais na cidade. Destes, 22 foram encontrados fechados seguindo determinação da Prefeitura, outros quatro estavam abertos por exercerem atividades permitidas e 17 foram autuados e tiveram suas atividades suspensas pelo descumprimento ao decreto 36.726/2020.

Os estabelecimentos autuados e fechados nessa quarta-feira foram uma academia de ginástica e um fast food de hambúrguer na avenida Dr. Timóteo Penteado e uma tabacaria na rua Vicente Melro, na região do Jardim Vila Galvão.

Os agentes autuaram e fecharam também uma adega na avenida José Brumatti (Jardim Santo Expedito), uma tabacaria na rua Serra Negra (Jardim Maria Aparecida), além de uma barbearia e um salão de cabeleireiro, ambos na rua Jacob, no Jardim Tranquilidade.

As equipes percorreram ainda as avenidas Santos Dumont, Brejinho e Venturosa, no Jardim Cumbica, as avenidas Jurema e José Miguel Ackel, no Pimentas, e a rua Santana do Mundaú, no Jardim Nova Bonsucesso, além de ruas do Jardim São João, Vila Carmela e Jardim Ponte Alta, onde comércios foram alvo de denúncias. Entretanto, os estabelecimentos estavam com suas atividades suspensas de acordo com o decreto.