Inca estima mais de 66 mil novos casos de câncer de mama em 2020

October Breast Cancer Awareness month, adult Woman in pink T- shirt with hand holding Pink Ribbon for supporting people living and illness. International Women, Mother and World cancer day concept

O jornal Guarulhos Hoje apoia a campanha “Outubro Rosa”, realizada em todo o país e no exterior durante todo o mês e que tem por objetivo divulgar a importância da prevenção do câncer de mama.

O rosa simboliza um alerta às mulheres para que façam o autoexame regulamente e, a partir dos 50 anos, a mamografia a cada 2 anos, diminuindo os riscos que aparecem nesta faixa etária.

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais mata mulheres no Brasil e é a segunda causa de todas as mortes de mulheres no Brasil, atrás somente das doenças do sistema circulatório. Entretanto, se diagnosticado precocemente e tratado de forma adequada e com qualidade tem até 95% de cura. Dados do Instituto Nacional de Câncer estimam 66.280 novos casos só em 2020 e considera-se que a idade ainda é um dos principais fatores de risco: quatro em cada cinco pacientes têm mais de 50 anos.

Procure o médico caso perceba:

– Aparecimento de um nódulo (caroço) na mama e/ou axila, que está sempre presente, não diminuindo de tamanho e nem de aspecto quando apalpado

– Alterações na pele que recobre a mama, como ondulações, retrações ou um aspecto semelhante à casca de uma laranja

– Saída de líquido pelo mamilo


Alguns fatores de risco:

Histórico Familiar – O risco de câncer de mama é maior entre as mulheres com parentes em primeiro grau (mãe, irmã ou filha) que tiveram a doença. Nesses casos o risco da doença praticamente dobra. Ter dois parentes de primeiro grau aumenta o seu risco cerca de 3 vezes.

Ter Filhos – As mulheres que não tiveram filhos ou que tiveram o primeiro filho após os 30 anos têm um risco maior de desenvolver o câncer de mama. Ter muitas gestações reduz o risco de câncer de mama.

Menstruação – As mulheres que tiveram a primeira menstruação antes dos 12 anos ou tiveram a menopausa após os 55 anos têm um risco aumentado de câncer de mama. O aumento do risco pode ser devido a uma exposição mais longa a hormônios femininos. 


Confira algumas recomendações que diminuem o risco de desenvolver o câncer da mama:

– Amamentar
– Praticar atividade física
– Realizar o autoexame das mamas de preferência no 7º ou 8º dias após o início da menstruação
– Preferir uma alimentação saudável (verduras, frutas e etc)
– Manter o peso corporal adequado
– Visitar o ginecologista regularmente

Estudos indicam que, se tratado a tempo, o câncer de mama tem um bom prognóstico. Previna-se!