Caixa diz ter aberto 105 milhões de poupanças sociais digitais

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que o banco já abriu 105 milhões de poupanças sociais digitais. A modalidade, criada para o pagamento do auxílio emergencial, se tornou permanente com aprovação de uma lei.

Durante evento no Palácio do Planalto para celebrar a marca de 100 milhões de contas abertas, Guimarães afirmou que a intenção é desenvolver o banco digital.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, também participam da cerimônia.

Guimarães ressaltou que serão pagos R$ 340 bilhões em benefícios, como Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e auxílio emergencial pelas contas digitais em 2020.

Ao informar os dados, o presidente da Caixa disse que a criação da poupança digital incluiu “invisíveis” no sistema bancário e apresentou uma série de fotos com famílias que receberam o benefício.

Segundo ele, Caixa já pagou R$ 242,6 bilhões em auxílio emergencial para 67,8 milhões de beneficiários. “Sete entre cada 10 adultos (brasileiros) se cadastraram para receber o auxílio”, afirmou.